quinta-feira, 14 de junho de 2012

Mares da China

Título no Brasil: Mares da China
Título Original: China Seas
Ano de Produção: 1935
País: Estados Unidos
Estúdio: Metro-Goldwyn-Mayer (MGM)
Direção: Tay Garnett
Roteiro: Jules Furthman, James Kevin McGuinness
Elenco: Clark Gable, Jean Harlow, Wallace Beery, Lewis Stone
  
Sinopse:
Alan Gaskell (Clark Gable) é um capitão da marinha mercante que tem que lidar com vários problemas entre sua tripulação. Além das adversidades naturais de uma jornada pelos revoltos mares do oriente ele ainda precisa lidar com os caprichos e ataques de imaturidade de uma jovem americana a bordo, a elétrica e espevitada China Doll (Jean Harlow), uma mulher de gênio forte que insiste a todo custo em ter um caso amoroso com ele. Filme indicado ao Venice Film Festival na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Comentários:
De certa maneira "Mares da China" se propõe a ser uma diversão leve e bem humorada, mostrando as idas e vindas de um improvável casal durante uma jornada pelos mares do sul da Ásia. Assim o filme procura misturar vários gêneros em um só! Tem romance, aventura, comédia e drama, tudo em doses certas. O roteiro explora o lado galã de Clark Gable. Ele interpreta um capitão boa pinta que é disputado por duas beldades durante uma viagem de Hong Kong a Cingapura. Embora isso possa parecer meloso não é o que ocorre. O filme tem um timing de humor, principalmente nos diálogos entre Gable e Jean Harlow. Essa última é um caso à parte. Considerada a musa inspiradora de Marilyn Monroe, Harlow (que faleceu bastante jovem) tinha um visual exagerado que para os padrões atuais pode ser considerado um pouco esquisito. Com cabelos platinados e forte maquiagem ao redor dos olhos, ela tinha um talento cômico bem acentuado, que transparece bem nas cenas desse filme (algo que também seria seguido por sua mais devotada seguidora, a própria Marilyn Monroe, que confessaria anos mais tarde que tinha assistido a todos os seus filmes na adolescência). Outro destaque do elenco é a presença da atriz Hattie McDaniel, que quatro anos depois faria "E O Vento Levou" e venceria o Oscar na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante. Ela seria a primeira atriz negra na história a vencer o mais importante prêmio do cinema americano. Foi justamente nas filmagens desse filme que ela se tornaria grande amiga de Clark Gable que a indicaria depois para participar do grande épico que marcou toda uma geração. Tecnicamente o filme é bem realizado, principalmente para a época em que foi feito. Há uma boa cena envolvendo um grande tufão que se transformou em um verdadeiro desafio para os especialistas em efeitos especiais do estúdio. O curioso é que mesmo passado tanto tempo essa sequência em nada fica a dever com o que vemos nas telas hoje em dia. Isso demonstra acima de tudo o grande nível técnico que o cinema americano já possuía naqueles tempos. No mais é uma película muito recomendada para quem gosta também  da história do cinema pois não é sempre que temos a oportunidade de vermos dois monstros consagrados da sétima arte (como Gable e Harlow) atuando juntos. Em suma, "Mares da China" é divertido e procura ser bom entretenimento, além de seu inegável valor histórico nos dias de hoje. Vale a pena conhecer e assistir nem que seja por mera curiosidade.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.9

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir