sábado, 14 de julho de 2012

Jasão e o Velo de Ouro

Jasão (Todd Armstrong) é um jovem grego cujo pai, um rei poderoso, foi morto por um usurpador do trono. Protegido pela rainha dos Deuses, Hera (Honor Blackman), ele sai em busca de um velo de ouro, peça dada pelos deuses aos homens, que lhe dará poderes especiais para que possa lutar pelo trono que lhe é seu de direito. "Jasão e o Velo de Ouro" (também conhecido como "Jasão e os Argonautas") é mais uma prova da genialidade do grande produtor e expert em efeitos especiais Ray Harryhausen. Produtor, diretor e mestre na técnica de animação que ficou conhecida como Stop-Motion (captura quadro a quadro de movimentos) Harryhausen fez a alegria da garotada durante muitas décadas com suas animações extremamente bem feitas e imaginativas. Nesse "Jasão e o Velo de Ouro" ele presenteou seus fãs com momentos inesquecíveis como a luta contra os filhos da Hydra (na realidade os ossos dos mortos pelo famoso monstro que voltavam do túmulo para destruir a tripulação de Jasão) e o despertar do Titã da ilha de bronze, cuja cena não poderia ser mais charmosa e bem feita.

De certa forma filmes como "Jasão e o Velo de Ouro" só existiam mesmo para que Harryhausen explorasse seu talento em efeitos visuais. Não adianta se preocupar muito com roteiro e nem com boas atuações em produções como essa. Tanto que os filmes eram realizados em cima das técnicas de Stop-Motion, com pouca preocupação em outros quesitos. O elenco aqui, por exemplo, é praticamente todo desconhecido sem qualquer grande astro em cena. O próprio Jasão é interpretado por um ator pouco conhecido do grande público, Todd Armstrong, que nunca mais faria nada de muito significativo na carreira. Já o diretor Don Chafrey teria melhor sorte. Após realizar outras produções para o público infanto-juvenil encontraria o grande sucesso de sua carreira na telinha ao dirigir a popular série CHIPS na década de 70. Enfim, "Jasão e o Velo de Ouro" é uma matinê das mais saborosas, para reviver a nostalgia das antigas Sessões da Tarde das décadas de 70 e 80, quando o filme era um dos campeões de reprises, para alegria da garotada que ficava em casa assistindo aos saborosos filmes do imortal Harryhausen. Uma produção charmosa e nostálgica na medida certa.

Jasão e o Velo de Ouro / Jasão e os Argonautas (Jason and The Argonauts, EUA, 1963) Direção: Don Chaffey / Roteiro: Jan Read, Beverley Cross / Elenco: Todd Armstrong, Nancy Kovack, Gary Raymond, Honor Blackman / Sinopse: Jasão (Todd Armstrong) é um jovem grego cujo pai, um rei poderoso, foi morto por um usurpador do trono. Protegido pela rainha dos Deuses, Hera (Honor Blackman), ele sai em busca de um velo de ouro, peça dada pelos deuses aos homens, que lhe dará poderes especiais para que possa lutar pelo trono que lhe é seu de direito.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.4

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir