domingo, 13 de janeiro de 2013

Brando A Biografia Não-Autorizada

Já que o tema livros sobre grandes mitos do cinema veio à tona resolvi escrever algumas linhas sobre esse "Brando A Biografia Não-Autorizada", um livro que tenho há muitos anos em minha coleção particular. Em relação a Marlon Brando eu sempre recomendo sua autobiografia que é a melhor obra na extensa bibliografia escrita sobre o ator. Isso é bem simples de entender pois traz os pensamentos, a visão de mundo e as idéias do próprio Brando que fala sobre tudo menos de suas ex-mulheres e seus filhos (uma exigência que ele fez aos editores na época em que escreveu o livro). Ainda escreverei melhor sobre ele. Agora vamos focar nessa biografia não-autorizada. Se trata de um livro com aproximadamente 330 páginas que tenta jogar uma luz sobre a carreira e a vida pessoal de Marlon Brando. A primeira observação a se fazer é que o autor Charles Higham não é um escritor muito brilhante. Sua narrativa é muitas vezes chata e sem brilho. Ele se limita a contar aspectos da vida de Marlon Brando em sequência cronológica mas sem muito envolvimento. A escrita é objetiva e sem traços autorais. Particularmente achei seu estilo muito pesado e seco. Outro problema do livro é sua estrutura. O autor gasta dois terços de seu texto para se dedicar apenas aos primeiros anos de vida e carreira de Marlon Brando. Depois de um começo lento ele começa a acelerar para chegar ao fim e tudo acaba saindo no sobressalto. A fase do "Poderoso Chefão" por exemplo, é lacunosa e pequena. Logo um de seus filmes mais importantes não recebe a importância devida. A impressão que tive foi que o projeto inicial seria de um livro com aproximadamente  700 páginas mas que foi de certa forma editado quase a metade por fatores comerciais deixando uma obra final com muitos buracos em sua narrativa.

Outro problema é fruto da edição nacional pouco caprichada. Os filmes aparecem com seus títulos originais em inglês - sem o nome nacional o que leva o leitor menos conhecedor da filmografia de Brando ficar perdido sem saber exatamente de que obra o texto está se referindo. Faltou também uma lista com todos os filmes de sua filmografia no final do livro. O único ponto positivo que vejo aqui é o lado mais pessoal e familiar do ator que surge sem rodeios e sem panos quentes. O autor expõe as brigas conjugais de Brando com suas ex-esposas, os problemas judiciais e as confusões em que se envolveu ao longo da vida. Como o livro foi escrito em 1990 obviamente os anos finais do ator ficaram de fora. Assim "Brando A Biografia Não-Autorizada" serve como complemento a outras leituras mais preciosas como "Canções Que Minha Mãe Me Ensinou". Se em sua autobiografia Brando se recusou a falar de seus casamentos e filhos esse aqui acaba completando a lacuna. Não é uma obra maravilhosa e nem bem escrita mas vale como referência de fatos que foram poucos explorados em outras obras. Vale a pena ter em sua coleção, apesar de suas falhas.

Brando: A Biografia Não-Autorizada
Autor: Charles Hhgham
Editora: Civilização Brasileira - Nal Penguin Inc
Categoria: Literatura Estrangeira / Biografias e Memórias

Pablo Aluísio. 

Um comentário: