segunda-feira, 27 de maio de 2013

Brubaker

O sistema penitenciário é certamente um dos grandes problemas enfrentados pelos Estados nacionais ao redor do mundo. As condições degradantes em nosso país já são bem conhecidas mas nos Estados Unidos o problema sempre foi escondido da opinião pública. Um dos filmes mais interessantes sobre esse tema é justamente esse “Brubaker”, cujo enredo é baseado em fatos reais. A estória conta as agruras do prisioneiro Henry Brubaker (Robert Redford) que vai parar em uma penitenciária de segurança máxima do Arkansas. Torturas, violência e ofensa aos direitos humanos eram comuns naquela prisão, tudo feito em um ambiente sem a menor condição de abrigar prisioneiros. Para piorar dentro da prisão há um verdadeiro esquadrão da morte, especializado em matar os prisioneiros que não mais interessavam ao sistema. Diante de tantas barbaridades cometidas ao seu redor o detento Brubaker resolve então denunciar tudo o que está acontecendo, mesmo sabendo que ao fazer isso ele está colocando em risco sua própria vida dentro daquele presidio perigoso e desumano.

O roteiro de “Brubaker” foi baseado na história real de Tom Murton, um diretor de presídio do Estado do Arkansas que resolveu denunciar as péssimas condições dos presos na década de 50. Sua denúncia surtiu efeitos e ecoou em todo o sistema prisional americano, dando origem assim a melhorias e regras que até hoje são seguidas nos Estados Unidos. O filme foi inicialmente rodado pelo diretor Bob Rafelson que depois de poucas cenas gravadas teve que deixar a produção por motivos de saúde. Em seu lugar o estúdio escalou o ótimo Stuart Rosenberg, diretor de “Rebeldia Indomável”, “A Piscina Mortal” e “Horror em Amytville”. Seu toque mais realista trouxe muita qualidade ao filme em si, narrando tudo sem medo de expor as mais abertas feridas do sistema penal de seu país. No elenco, como não poderia deixar de ser, se destaca o ator Robert Redford, cujo personagem guarda uma bela surpresa para o público em seu final. Aliás essa reviravolta final – muito bem explorada pelo texto do filme – rendeu a “Brubaker” uma indicação ao Oscar de Melhor roteiro. Outro destaque no elenco vem com Morgan Freeman, fazendo um prisioneiro veterano que vai aos poucos perdendo a sanidade diante daquela realidade dura e sem esperanças. Em suma, fica a recomendação de “Brubaker”, um dos melhores filmes de prisão já feitos na história do cinema americano.


Brubaker (Brubaker, EUA, 1980) Direção: Stuart Rosemberg / Roteiro: W.D. Richter, Arthur A. Ross baseados no livro de autoria de Joe Hyams e Thomas O. Murton / Elenco: Robert Redford, Yaphet Kotto, Morgan Freeman, Murray Hamilton / Sinopse: O prisioneiro Brubaker (Robert Redford) chega para cumprir sua pena numa das piores prisões do Arkansas onde vivencia todos os tipos de barbaridades cometidas contra os demais detentos. Mesmo contra tudo e contra todos ele finalmente resolve denunciar os crimes cometidos dentro da penitenciaria.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.9

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir