sábado, 10 de agosto de 2013

Rick Nelson

Nascido Eric Hilliard Nelson na cidade de Teaneck, New Jersey (EUA) em 8 de maio de 1940, Rick Nelson - codinome que carregou pelo resto da vida - era filho de pais artistas. Sua mãe Harriet Nelson e seu pai Ozzie Nelson eram líderes de uma banda nos anos 40. Em 1944, os dois estrearam no rádio o programa: The Adventures of Ozzie and Harriet, no qual seus filhos eram interpretados por atores. Só em 1949, Rick (então com 9 anos) e seu irmão David começaram a atuar no programa dos pais, que durou até 1954. No entanto, dois anos antes, o show foi parar na televisão onde se tornou um sucesso estrondoso, ficando no ar entre 1952 e 1966. Foi exatamente neste período na TV que Rick ganhou o apelido de "garoto prodígio". Na verdade, Rick Nelson não sonhava em ser cantor, seu sonho de vida era ser ator. Porém em 1957 o "garoto prodígio", então com 17 anos, para impressionar uma fã de Elvis Presley, resolveu gravar seu primeiro single chamado, I'm Walkin. Pronto!...Rick sem saber tinha acabado de esfregar a lâmpada maravilhosa. Bastou tocar a música na TV para que o disco vendesse como água no deserto: chegou ao quarto lugar nas paradas com mais de 1 milhão de cópias vendidas.

De 1957 a 1962, Rick Nelson - que não sonhava em ser cantor - teve 30 hits nos top 40, uma façanha monumental, superada na época apenas por Elvis Presley e Pat Boone. Em agosto de 1958 quando a Billboard instituiu a parada Hot 100, o primeiro single a chegar ao primeiro lugar foi "Poor Little Fool", do garoto prodígio, Rick Nelson. Em 1963, Rick assinou um contrato de 20 anos com a Decca Records. Chegou a experimentar algum sucesso na nova empresa, mas foi desbancado pela chamada "invasão britânica" dos anos 60. Ou seja: Beatles e Rolling Stones. Em meados da década de 60, Rick começou a mergulhar em um novo ritmo: a música country. Tornando-se um dos seus precursores. Com o novo ritmo, Rick só voltou às paradas em 1970 quando regravou a música She Belong to Me, de Bob Dylan, ao lado da Stone Canyon Band. Em 1972, chegou pela última vez às paradas de sucesso com a música Garden Party, que escreveu depois de ser vaiado por uma platéia, no famoso Madison Square Garden. Com Garden Party, Rick conseguiu o sexto lugar na Hot 100 e o primeiro na Billboard Adult Contemporary Chart.

Carreira no cinema
A estréia de Rick Nelson no cinema foi uma extensão do trabalho na TV com a "Família do Barulho" (Here Come the Nelsons - 1952). No ano seguinte participou de um dos segmentos de "A História de Três Amores" (The Story of Three Loves - 1953), dirigido por Vincent Minnelli. Em 1959 Rick Nelson viveu o pistoleiro Colorado no seu filme mais famoso: "Onde Começa o Inferno" (Rio Bravo - 1959) clássico do western americano, dirigido por Howard Hawks e com John Wayne e Dean Martin encabeçando um elenco estelar. Na comédia "O Pior Calhambeque do Mundo" (The Wackiest Ship in the Army - 1960), foi protagonista ao lado de Jack Lemmon, no papel de um jovem oficial da marinha. Em 1965 estrelou Love and Kisses filme dirigido pelo seu próprio pai, Ozzie. Daí em diante Rick viu sua carreira no cinema descer ladeira abaixo. Sua última aparição foi no western dirigido por Don Siegel, "O Último Pistoleiro" (The Shootist -1976) que por coincidência foi também o último filme do mítico John Wayne.

Na TV as atuações de Rick Nelson, também foram bem modestas, principalmente depois dos anos 60. Nos anos 70 participou de duas séries famosas: "São Francisco Urgente" (The Streets of San Francisco - 1973) série estrelada pelos astros Michael Douglas e Karl Malden, além da série "O Barco do Amor" (The Love Boat - 1978). No início dos anos 80, Rick ainda gravava de forma periódica, mas sua principal fonte de renda eram shows realizados em clubes, bares e feiras estaduais, onde atraía uma quantidade enorme de fãs que ainda se lembravam de seus dias de ídolo adolescente. No início de 1985, Rick se uniu a um bem-sucedido "tour nostálgico de rock" por toda a Inglaterra; o sucesso foi enorme. De volta aos EUA tentou repetir o sucesso que tivera em solo inglês. Iniciou a turnê pelo sul e mais uma vez obteve êxito. Em 31 de dezembro de 1985, após fazer um show em Guntersville no Alabama, o avião em que Rick Nelson viajava, caiu em Dallas no Texas decretando a morte do garoto prodígio que um dia chegou a ser chamado por muitos de o novo Elvis Presley. Rick Nelson morreu aos 45 anos de idade.

Telmo Vilela Jr.

5 comentários:

  1. Pablo;

    Eu não sabia que o Rick Nelson era tão fantástico como você descreve. Eu o vi em alguns filmes quando eu era criança e me parecia um ótimo imitador do Elvis e o vi cantando também em Rio Bravo com o Dean Martin e me pareceu um cantor limitado, nada ao porte de Elvis nem, sequer, do Dean Martin.

    ResponderExcluir
  2. Serge, gostaria de esclarecer que o texto não é de minha autoria mas sim do amigo Telmo Vilela Jr. Abraços, Pablo Aluísio.

    ResponderExcluir
  3. Uma informação que o autor Telmo Vilela Jr nos passou por E-mail: o texto acima usou como fonte de pesquisa, entres outros, o site Cinemateca Veja. Pablo Aluísio.

    ResponderExcluir