segunda-feira, 7 de outubro de 2013

A Vida Íntima de Sherlock Holmes

Esse é um dos mais diferenciados filmes da carreira do diretor Billy Wilder. Foi realizado em 1970 quando o mestre já estava pensando em se aposentar do cinema (de fato ele só dirigiria mais alguns filmes nessa década, deixando o cinema definitivamente apenas alguns anos depois). Como se pode perceber é uma produção bem realizada, com ótimos toques de humor e aventura, realizando um velho sonho do cineasta que era dirigir uma película enfocando um de seus personagens preferidos de todos os tempos, o genial detetive inglês Sherlock Holmes. Depois de surgir em mais de cem produções era de se esperar que Wilder procurasse um novo caminho para Sherlock em sua volta às telas. Além do mais os tempos eram outros e uma nova visão surgia como necessária. Deixando um pouco de lado o aspecto mais sisudo de Holmes, Wilder se concentrou em aspectos mais pessoais do famoso detetive. Assim seus problemas com drogas, sua solteirice convicta, entre outras coisas, são tratados no roteiro com mais ênfase do que nas outras aparições de Holmes nas telas, mas não se preocupe, pois o filme realmente passa longe de ser algo dramático, pelo contrário, tudo é visto sob o viés do riso e do bom humor.

A verdade é que Billy Wilder quis mesmo realizar um entretenimento bem despretensioso, que hoje em dia pode até mesmo soar como bobo ou banal. Os fãs das tramas mais elaboradas dos livros de  Arthur Conan Doyle, com suas tramas complicadas e complexas, também podem vir a se decepcionarem pois nesse quesito Wilder também quis amenizar bastante. Talvez por essas razões o filme não tenha sido muito bem recebido em sua época de lançamento. A questão é que qualquer coisa com a assinatura de Billy Wilder já vinha com certa expectativa de ser uma verdadeira obra prima cinematográfica e quando isso não acontecia o clima de desapontamento e decepção era geral entre público e crítica. A verdade pura e simples é que não existe cineasta na história do cinema que tenha conseguido ser genial em todos os seus filmes. Assim é perfeitamente compreensível que obras menores, feitas com essa intenção, fiquem lado a lado com verdadeiros clássicos do cinema na filmografia desses realizadores. Certamente "The Private Life of Sherlock Holmes" não é um filme inesquecível ou algo parecido mas é divertido e bem humorado o suficiente para agradar bastante os fãs de Wilder, o que no final das contas era exatamente o que ele queria.


A Vida Íntima de Sherlock Holmes (The Private Life of Sherlock Holmes, Inglaterra, 1970) Direção: Billy Wilder / Roteiro: Billy Wilder, baseado na obra do escritor Arthur Conan Doyle / Elenco: Robert Stephens, Christopher Lee, Colin Blakely / Sinopse: O famoso detetive Sherlock Holmes (Robert Stephens) e seu fiel escudeiro Dr. Watson (Colin Blakely) são contratados para desvendar um misterioso caso que levarão ambos a descobrirem o que está por trás do mundialmente conhecido monstro do Lago Ness.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 8.2

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir