quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Lady Hamilton, a Divina Dama

Título no Brasil: Lady Hamilton, a Divina Dama
Título Original: That Hamilton Woman
Ano de Produção: 1941
País: Inglaterra
Estúdio: Alexander Korda Films, London Film Productions
Direção: Alexander Korda
Roteiro: Walter Reisch, R.C. Sherriff
Elenco: Vivien Leigh, Laurence Olivier, Alan Mowbray

Sinopse:
Sir William Hamilton (Alan Mowbray), um viúvo de meia idade, se torna o embaixador britânico na corte de Nápoles. Emma (Vivien Leigh) é uma jovem inglesa que em visita a sua mãe acaba conhecendo Lord Hamilton. Não demora muito e se casam. Apesar da diferença de idade o casamento vai bem até Emma, agora Lady Hamilton, conhecer o jovem e destemido Lord Nelson (Laurence Olivier), um militar condecorado, considerado um verdadeiro herói para os britânicos. Apesar da rígida moralidade da sociedade inglesa Emma não consegue se controlar e acaba tendo um ardente romance com Nelson, gerando um escândalo na sociedade Londrina. Primeira adaptação para o cinema do romance histórico "Fire Over England" de 1937.

Comentários:
Depois de trabalhar com enorme sucesso dentro da indústria americana de cinema, Vivien Leigh resolveu retornar para sua terra natal, a Inglaterra, para rodar ao lado do marido Laurence Olivier essa produção que prometia muita classe e sofisticação. Fica claro desde os primeiros momentos que os britânicos queriam mostrar aos americanos toda a superioridade de seu nível cultural, sempre mais refinado e elevado. O filme apresenta uma produção pomposa, com figurinos luxuosos e cenários ricamente decorados. Laurence Olivier surge com um tapa olho na maioria das cenas e Vivien Leigh desfila uma infinidade de vestidos elegantes a cada momento. Tudo bem que os personagens vivem em ambientes e salões da classe mais enriquecida da Europa mas o excesso muitas vezes também atrapalha um pouco o desenvolvimento de todo o enredo, que fica em certos momentos em segundo plano. Vivien Leigh, sempre tão talentosa, parece tentar ganhar o público apenas com seus modelitos. Mesmo com esses pequenos deslizes o filme ainda é muito bem conduzido. A história tem drama, romance e até mesmo uma pitada de tragédia para emocionar os mais sentimentais. Um bom momento da carreira da eterna Vivien Leigh, embora pessoalmente prefira seus filmes feitos nos Estados Unidos.

Pablo Aluísio e Erick Steve.


Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.9

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir