quinta-feira, 1 de maio de 2014

Floresta Ensanguentada

Título no Brasil: Floresta Ensanguentada
Título Original: Spoilers of the Forest
Ano de Produção: 1957
País: Estados Unidos
Estúdio: Republic Pictures
Direção: Joseph Kane
Roteiro: Bruce Manning
Elenco: Rod Cameron, Vera Ralston, Ray Collins

Sinopse:
Joan Milna (Vera Ralston) herda de seu pai uma grande propriedade, grande parte dela tomada por uma fechada e intocada floresta em Montana. Agora ela e seu padrasto tentam preservar a floresta por razões ambientais mas isso vai contra os interesses de uma poderosa madeireira da região que deseja comprar a todo custo o local para explorar comercialmente o rico potencial que a floresta tem em recursos naturais. Se recusando a vender, Joan acaba criando inimigos poderosos que farão de tudo para que ela volte atrás em suas convicções. Este filme recebeu três estrelas do New York News, quando foi lançado em 1957, que o qualificou como um "bom entretenimento".

Comentários:
A Republic Pictures já estava à beira da falência quando investiu pesado no lançamento desse "Spoilers of the Forest". A produção trazia no elenco a atriz Vera Ralston, na época casada com o dono do estúdio, Herbert J Yates, que já contava em 1957 com seus oitenta anos de idade. Lançado em mais de 200 cinemas nos Estados Unidos o filme, apesar de prometer emoção e aventura, não conseguiu cair nas graças do público, se tornando mais um desastre financeiro para a Republic que só conseguiria sobreviver por mais dois anos, fechando as portas definitivamente depois disso. O último filme do estúdio foi o confuso "Ghost of Zorro", um western B que tentava tirar proveito comercial em cima do nome do famoso personagem. Tudo em vão. A Republic realmente viria a falir em 1959. Em relação a "Floresta Ensanguentada" até que não se trata de um filme ruim. Diria que sim, tudo é sensacionalista, tentando a todo tempo ganhar o público com cenas de florestas em chamas, até antecipando um pouquinho o que veríamos nos anos 70 no chamado cinema catástrofe, mas nada muito empolgante. Não chega a ser espetacular em nenhum momento mas em compensação também não consegue aborrecer por ser curto demais (meros 68 minutos de duração!). De qualquer forma se você vivesse nos anos 50 e quisesse levar a namorada para um drive-in para dar uns amassos nela até que estaria de bom tamanho. Em suma, cinema pipoca puro sem maiores pretensões!

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.9

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir