terça-feira, 23 de setembro de 2014

James Dean - Os Primeiros Dias em Hollywood - Parte 3

Depois do fim das filmagens de "Vidas Amargas" James Dean mergulhou em um dos períodos mais felizes de sua vida e isso por causa de seu relacionamento com Pier Angeli. Ele mudou seu estilo de vida para fazer o namoro dar certo e isso causou uma forte impressão dentro da comunidade de Hollywood. Ao invés de andar jogadão, com jeans e camisas surradas, Dean começou a vestir terno e smoking e para grande surpresa de quem o conhecia passou a apreciar jantares requintados ao lado da namorada. Até compareceu devidamente elegante na estreia do filme "Nasce uma Estrela"! Para quem vivia de moto, andando pelas ruelas menos turísticas da cidade, sem dúvida foi uma mudança radical. Poucas semanas depois de ser liberado pela Warner, Dean resolveu que era hora de voltar para Nova Iorque. Apesar de estar feliz ao lado de Angeli o fato era que o ator só se sentia em casa completamente na grande Apple, onde tinha sua turma formada desde os tempos do Actors Studio. Assim que chegou na costa leste ele emendou um pequeno trabalho na TV, apenas para não ficar sem trabalhar. Depois participou de um novo grupo de teatro que estava montando uma peça na Broadway. Longe de Hollywood o namoro com Angeli começou a esfriar.

A um amigo próximo James Dean confidenciou que Pier e sua mãe estavam pressionando o jovem rebelde a se amarrar, a se casar com a namorada. Isso era algo impensado para ele que sentia ver sua carreira decolar pela primeira vez. Isso porém não era tudo. A mãe de Pier Angeli queria que Dean virasse católico para que tudo saísse de acordo com seus planos. Dean não tinha religião fixa e não frequentava qualquer tipo de igreja e por essa razão ficou receoso. Ele até toparia virar romano se isso fosse de agrado da namorada, a única coisa que definitivamente não estava disposto naquele momento era se casar. Isso era algo fora de cogitação. Obviamente James Dean queria que o relacionamento fosse bem sucedido e um dia, quem sabe, poderia resultar em casamento, mas obviamente em um futuro indeterminado e não nos próximos meses como a mãe de Angeli queria. Infelizmente James Dean tomaria ciência pelos jornais que sua namorada estava indo a festas em Hollywood enquanto ele estava em Nova Iorque. Nas fotos publicadas ela aparecia feliz e sorridente, dançando inclusive com outros homens. Isso definitivamente deixou Dean totalmente aborrecido.

Depois de mais algumas semanas ele retornou a Los Angeles. A Warner queria providenciar seu segundo filme, chamado "Rebel Without a Cause" que seria dirigido pelo cineasta Nicholas Ray. O roteiro prometia pois tratava sobre jovens rebeldes da Califórnia. Era uma boa oportunidade para Dean, além disso o roteiro parecia ter sido escrito sob medida para ele. Em sua próprias palavras: "O meu personagem nesse filme será o de um jovem que tenta fazer tudo certo, mas que no final acaba fazendo tudo errado!". Após ler o script ficou bastante animado com o projeto e na mesma semana informou aos executivos da Warner que faria o filme com certeza! Se as coisas na esfera profissional pareciam andar bem, na vida privada o namoro com Angeli ia de mal a pior. Desde que voltara de Nova Iorque as brigas começaram a se tornar frequentes demais e Dean, rebelde como era, não estava disposto a ser manobrado nem pela namorada e nem muito menos pela mãe dela. No meio do turbilhão o namoro finalmente esfriou. Dean foi para seu lado e Angeli para o outro. Para sua completa surpresa a ex-namorada anunciou em poucos dias que ficaria noiva do cantor Vic Damone, algo que deixou Dean totalmente desnorteado, sem saber como reagir.

Dois meses depois veio uma bomba ainda maior. Pier anunciou sua data de casamento com o cantor ítalo-americano. A cerimônia foi uma das mais concorridas da comunidade de Hollywood, mas Dean ficou obviamente de fora da lista de convidados. Isso não o deixou intimidado e assim ele resolveu ir de moto para ver o que estava acontecendo no dia do casamento de sua ex. Estacionou sua Harley do outro lado da rua, acendeu um cigarro e ficou bem ali, quase como um desafiante. Assim que Angeli saiu da igreja e a chuva de arroz cobriu seu belo vestido de noiva, James Dean subiu em sua moto, acelerou e saiu em disparada, numa das mais representativas atitudes de sua vida, mostrando de forma clara que apesar da desilusão amorosa, ninguém ainda tinha forças suficientes para controlar o rebelde de Nova Iorque.

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Cinema Clássico - Pablo Aluísio
    James Dean - Os Primeiros Dias em Hollywood - Parte 3
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir