segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

A Cobiça do Ouro

Título no Brasil: A Cobiça do Ouro
Título Original: Gunmen of Abilene
Ano de Produção: 1950
País: Estados Unidos
Estúdio: Republic Pictures
Direção: Fred C. Brannon
Roteiro: M. Coates Webster
Elenco: Allan Lane, Black Jack, Eddy Waller, Roy Barcroft 

Sinopse:
A cidade de Abilene está aterrorizada com uma onda de pistoleiros e bandoleiros que usam a região como esconderijo de seus crimes nefastos. O chefe da quadrilha é um farmacêutico local, Henry Turner (Peter Brocco), que descobriu haver muito ouro nas montanhas que circulam a cidade. Sua intenção é expulsar os moradores para colocar as mãos naquela grande riqueza mineral. Para isso porém terá que passar por cima de Rocky Lane (Allan Lane), um cowboy disposto a defender os pobres e oprimidos moradores de Abilene.

Comentários:
A Republic Pictures se notabilizou por produzir dezenas de faroestes B em ritmo industrial durante os anos 1940 e 1950. Essas fitas eram realizadas com orçamentos baratos e sem grandes estrelas no elenco, até porque eram exibidas em matinês onde o preço do ingresso também tinha a metade do valor da entrada normal. Esse western de matinê foi estrelado por Allan "Rocky" Lane, que se tornou bem famoso em sua época, principalmente para a garotada que lotava as sessões de fim de semana. Carismático, ele acabou protagonizando muitos filmes rápidos da Republic, além de seriados infanto-juvenis, que também representavam uma grande força nas bilheterias. Seus personagens íntegros e completamente honestos eram adorados pelos jovens que sonhavam também com essas grandes aventuras no velho oeste. Seu cavalo "Blackjack" ganhou também muito destaque, chegando ao ponto de ser estrela de seu próprio álbum de figurinhas. Inteligente e muito bem treinado, geralmente roubava as atenções no filmes com Allan Lane. Curiosamente o que foi produzido como divertimento barato e simples para o fim de semana acabou ganhando status de grande arte. Hoje em dia o faroeste B da época é preservado em instituições públicas americanas como o Museu de História do Kansas, onde várias dessas produções estão ao alcance do estudioso e fã de cinema. Como se pode notar, nos Estados Unidos a memória do cinema é caprichosamente bem preservada, bem ao contrário do que acontece em nosso país, infelizmente.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

2 comentários:

  1. Lançamento nos EUA: Fevereiro de 1950.

    ResponderExcluir
  2. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.2

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir