quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Claudette Colbert / Bette Davis


Claudette Colbert
Claudette Colbert (na foto ao lado de Shirley Temple) foi a vencedora do Oscar de Melhor atriz em 1935 por sua personagem Ellie no clássico da comédia romântica "Aconteceu Naquela Noite" (It Happened One Night, EUA, 1934). Com direção de Frank Capra e um excelente elenco que contava com Clark Gable, Claudette Colbert brilhou em cena. O filme aliás foi o grande campeão daquela noite, tendo levado todos os principais prêmios da academia, entre eles Melhor Ator (Clark Gable), Melhor Roteiro Adaptado (Robert Riskin), Melhor Direção (Frank Capra) e Melhor Filme. Claudette teria ainda uma carreira muito bem sucedida em Hollywood. No ano seguinte seria novamente indicada ao prêmio de Melhor Atriz por "Mundos Íntimos" e dez anos depois seria indicada pela terceira e última vez ao Oscar por "Desde Que Partiste" onde atuou ao lado de Jennifer Jones e Joseph Cotten. No total a atriz trabalhou em 72 filmes, falecendo em 1996, aos 92 anos de idade, em sua mansão em Barbados.


Bette Davis
Em 1936 a vencedora do prêmio de Melhor Atriz foi Bette Davis por seu trabalho no filme "Perigosa" de Alfred E. Green. Embora fosse uma das mais respeitadas divas de Hollywood, naquele ano em particular Davis não era considerada a favorita. Mesmo assim ninguém considerou injusta premiação. No filme Davis interpretava Joyce Heath, uma atriz com problemas de alcoolismo. Seu familiares tentam uma reabilitação para salvar sua vida, mas ela resiste. O personagem caia como uma luva para Bette, uma vez que ela sempre foi reconhecido por ser uma das atrizes mais independentes e corajosas da indústria. Bette Davis foi um das campeãs de indicações ao Oscar - dez no total! Ela venceria novamente o Oscar no ano seguinte por sua atuação no clássico "Jezebel". Sua última indicação ao prêmio, depois de uma longa e bem sucedida carreira, viria com seu inesquecível trabalho em "O Que Aconteceu com Baby Jane?", para muitos a sua melhor interpretação, simplesmente magistral. Infelizmente não ganhou o Oscar por esse trabalho, algo que foi considerado uma das grandes injustiças do prêmio em sua história.

Pablo Aluísio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário