segunda-feira, 9 de maio de 2016

Mombasa, a Selva Negra

Título no Brasil: Mombasa, a Selva Negra
Título Original: Beyond Mombasa
Ano de Produção: 1956
País: Estados Unidos, Inglaterra
Estúdio: Columbia Pictures
Direção: George Marshall
Roteiro: James Eastwood, Richard English
Elenco: Cornel Wilde, Donna Reed, Christopher Lee, Ron Randell, Leo Genn
  
Sinopse:
Quando o americano Matt Campbell (Cornel Wilde) chega à África para se unir ao seu irmão em uma exploração de minas de ouro, descobre que ele foi brutalmente assassinado. As suspeitas recaem sobre guerreiros leopardos provenientes de uma tribo remota que jamais fez contato com a civilização. A explicação não convence muito Campbell que resolve ir até o lugar da morte de seu irmão para investigar. Assim é formado um grupo que adentra a selva, não sem antes passar por inúmeros desafios e perigos nessa aventura em direção ao coração do continente negro.

Comentários:
Um bom filme de aventura passado na África selvagem. O roteiro foge um pouco da pura temática de homens brancos ocidentais sobrevivendo aos desafios do continente africano para também investir no mistério da morte do protagonista do filme. Quem o teria matado? Teria sido o caçador Gil Rossi (Christopher Lee, em um papel bem diferente em sua carreira), um especialista em safáris que teria muito a ganhar com a morte do irmão de Matt? Ou o próprio sócio dele, Eliot Hastings (Ron Randell), para se apoderar das riquezas da mina de ouro recém descoberta? Até mesmo o missionário evangélico Ralph Hoyt (Leo Genn) poderia ter cometido o crime por ter interesses na região! Como se vê o roteiro segue nessa linha ao estilo Agatha Christie onde o espectador precisa descobrir a identidade do verdadeiro assassino no meio daquelas pessoas que formam o grupo de expedição que vai até as regiões mais distantes da África. Dentre elas também não podemos nos esquecer da Antropóloga Ann Wilson (Donna Reed) que está naquele continente justamente para estudar as origens da humanidade. O roteiro, que foi escrito baseado no conto "The Mark of the Leopard" de James Eastwood, também abre espaço para um pouco de romance e até mesmo humor, como era bem comum em filmes como esse na época. Há até margem para algumas tiradas irônicas quando, por exemplo, o personagem interpretado por Cornel Wilde satiriza a visão romântica que os americanos tinham da África. Ao descer de um barco ele encontra casualmente uma turista que reclama dos mosquitos e do mal cheiro da região, ao qual responde: "Estava esperando pelo quê? Humphrey Bogart?" - uma clara referência ao filme "Uma Aventura na África" que ajudou na formação dessa visão romântica e boba daquelas terras inóspitas. Outra fato digno de nota é que parte do filme foi rodado nas ruínas da cidade antiga de Gedi, no Quênia. As origens dessa comunidade antiga até hoje são debatidas, sendo que alguns historiadores acreditam que teria sido o primeiro posto comercial árabe na África da história, algo que se perdeu nas areias do tempo. Enfim, fica aqui a dica de "Mombasa, a Selva Negra" para quem gosta de filmes nesse estilo, com bastante elementos de aventura e mistério.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.6

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir